ABS-Ba

Artigo | 24/05/2010 - 10:08

Champagnes e espumantes

Saiba mais sobre essas deliciosas borbulhas que tantos fascinam.

Por Heliana Diniz

Quando nos servem um vinho frisante, com borbulhas num copo alto, ele é imediatamente identificado como Champagne ou Prosecco, mas pode não ser nem um nem outro.

Champagne é o nome que se dá ao vinho espumante feito na região de mesmo nome, que fica a leste de Paris, no nordeste da França. Só pode ser chamado de Champagne o vinho frisante feito das uvas chardonnay (branca), pinot noir e pinot meunier (tintas). Se faltar uma destas uvas, mesmo que seja feito nesta região, não pode ser classificado como champanhe e sim espumante que é o nome correto deste tipo de vinho feito em outros paises ou regiões. Na própria França encontramos ainda os Blanc de Blancs, feitos apenas com uvas brancas e outros espumantes cujo nome varia de acordo com a região onde é produzido (Crèmant d´Alsace, Blanquette de Limoux, Vouvray Mousseux...)

São quatro os tipos de champanhes:Espírito, corpo, coração e alma.

  • Espírito: leves, de pouco corpo, acidez elevada, que provocam muita salivação e são ótimos para tomar com sede, como entrada para um almoço festivo, depois de praticar esporte ou até mesmo na praia.
  • Corpo: como o próprio nome já diz, são os de grande estrutura. Estes suportam bem uma refeição inteira, e são indicados até para acompanhar aqueles pratos exóticos japoneses e indianos.
  • Coração: são os demi-sec. Contém sempre um pouco de doçura. São ótimos para tomar com sobremesas e fecham com maestria uma refeição.
  • Alma: são os millésimes, safrados (com o ano da colheita destacado no rótulo), de grande estrutura, acidez estimulante e complexidade no aroma para serem tomados sozinhos, em grandes comemorações, como pedidos de casamento ou fechamento de grandes negócios.

Além dos franceses existem ainda outros vinhos espumantes:

Prosseco: produzido com a uva do mesmo nome, pequena e de casca grossa, nativa da região do Veneto, na Itália. No seu país de origem é popular e de baixo custo.

Asti: Vinho espumante de baixa gradação alcoólica, feito com a uva moscatel. Traz o nome da região onde primeiro foi produzido.

Lambrusco: Produzido na região de Emilia Romagna, pode ser tinto, doce ou rosè.

Cava: Originária do Penedès, região situada no Nordeste da Espanha, "cava" significa em catalão (e espanhol adega subterrânea (equivalente ao francês "cave"). Fabricada com quatro tipo de uvas Macabeu, Parellada, Xarel-lo, e Monastrell

O Brasil produz espumantes de Chardonnay e Pinot Noir, alguns levam ainda Riesling Itálico. Há ainda vinícolas que utilizam as uvas Prosseco e Moscatel. A maioria têm ótima acidez e um delicioso colchão de espuma que enche a boca com um pequeno gole.

Como dizia Napoleão Bonaparte: "Champanhe: na derrota nós precisamos, na vitória nós merecemos".

Inspirou ainda a famosa frase de Lili Bollinger, da Maison Bollinger: “Bebo Champagne quando estou alegre e quando estou triste. Às vezes, bebo Champagne quando estou só. Quando estou acompanhada, considero-a obrigatória. Eu a beberico se não estou com fome e a bebo se estou. Caso contrário, eu nunca toco em Champagne. A não ser que esteja com sede.” 

 

 

Heliana Diniz, vice-presidente da ABS-BA é sommelière certificada desde 2000.

 


Comentários do website providos por Disqus

Fevereiro / Agosto

A poda prossegue no vinhedo. Os fios expostos, os postes e as estacas são reparados, se necessário.

Atestado. O vinho se contrai no clima frio, portanto atestá-lo reduz o risco de oxidação prejudicial, assegurando que o espaço entre o topo do barril e a superfície do vinho seja mínimo. A tampa, geralmente de plástico, também tem de ser fechada completamente. Se a tampa for mantida próxima ao topo do barril, em vez de em um ângulo onde permaneça meio molhada, deve-se atestar com mais frequência, talvez uma ou duas vezes por semana.

Saiba Mais

Parceiros:

Estabelecimentos que fornecem vantagens aos sócios da ABS-Bahia.




Para obtenção dos benefícios é obrigatória a apresentação da carteirinha de sócio válida.

Outros Parceiros
Rua Potiguares 218, apt. 401 - Rio Vermelho, Salvador-Ba | contato@abs-ba.com.br | Desenvolvido pela: loupbr.com